Anipla lançou pelo segundo ano consecutivo a iniciativa “Considere os Factos”.

Neste segundo ano da Campanha, a ANIPLA renova o convite à população portuguesa para que questione o seu conhecimento e realize escolhas alimentares mais conscientes.
Conheça as principais ações desenvolvidas no 2º ano da campanha da ANIPLA - Considere os factos, desde o seu inicio, em abril de 2018 até Setembro de 2018. #considereosfactos // #withorwithout // anipla.pt // fitosíntese.pt // facebook.com/aniplapt

Campanha «Considere os factos» em destaque na Antena 1

A campanha nacional «Considere os Factos», lançada esta semana, esteve em destaque no programa ‘Portugal em Directo’ da Antena 1. A jornalista Rosa Azevedo apresentou a campanha e conversou com o director executivo da Anipla, António Lopes Dias.
Escute neste link, a partir do minuto 16,20.

97% dos Alimentos na zona euro não apresentam resíduos de produtos fitofarmacêuticos ou registam valores dentro do limite legal

Precisamos de um Agricultor três vezes ao dia, todos os dias

Campanha Considere os Factos na CMTV


No dia Mundial da Alimentação, dia 16 de outubro, o Diretor Executivo da ANIPLA, António Lopes Dias, foi o convidado da CMTV para debater os principais desafios da produção alimentar e apresentar os objetivos da campanha “Considere os Factos. Consigo, levou ainda José Palha, considerado o “agricultor exemplo” da Europa e a Vice-Presidente da Ordem dos Nutricionistas, Graça Raimundo.
Veja o vídeo AQUI

População portuguesa vê nos produtos fitofarmacêuticos um aliado da produção agrícola


A larga maioria dos portugueses acredita que os produtos fitofarmacêuticos são concebidos com o objetivo de proteger as plantas e que, para que os alimentos sejam acessíveis, os agricultores devem ter a capacidade de combater infestantes, pragas e doenças.
Esta é uma das conclusões de um estudo do Centro de Estudos Aplicados (CEA) da Universidade Católica Portuguesa, feito em parceria com a ANIPLA e divulgado recentemente.
O inquérito tinha como principal objetivo aferir o conhecimento da população adulta sobre as realidades da produção agrícola.
Consulte aqui alguns dos principais resultados do estudo.

Avaliação do Impacto Económico Causado pela Retirada de Substâncias Activas de Culturas Chave em Portugal


Maio 2016

A perspetiva de redução da disponibilidade de soluções tecnologicamente determinantes como são exemplo os produtos fitofarmacêuticos, objeto deste trabalho, representa uma séria ameaça à competitividade da agricultura portuguesa e, consequentemente, um significativo impacto a nível económico e social.

Pelo facto de existir hoje uma probabilidade elevada de várias substâncias ativas, atualmente autorizadas no nosso país, virem a ser proibidas num horizonte temporal mais ou menos alargado, procurámos fazer uma avaliação do impacto deste cenário na nossa economia agrária, tomando como base de análise cinco fileiras produtivas chave do sector: vinho, azeite, pera rocha, tomate de indústria e milho-grão.

Ler relatório

Read Report (English Version).


O TOPPS - Formação de Operadores para Promover as Melhores Práticas de Gestão e Sustentabilidade, pretende reduzir a contaminação da água pelos produtos fitofarmacêuticos provenientes tanto das fontes difusas, como das fontes pontuais.
O Projeto define as boas práticas e promove-as através da informação, aconselhamento, formação e demonstrações orientadas para os agricultores, técnicos e outras partes interessadas, com vista à proteção da água.